Ir para o conteúdo.

Coronavírus – Medidas de prevenção

A infeção por coronavírus pode ser semelhante a uma gripe comum ou apresentar-se como doença mais grave, como pneumonia.

O vírus já se disseminou por vários países e milhares de pessoas foram infetadas. A principal via de transmissão é a respiratória através das gotículas emitidas pela tosse e espirros de doentes infetados. Pensa-se que indivíduos que não tenham quaisquer sintomas também possam transmitir o vírus, estimando-se um período de incubação de até 14 dias. O quadro clínico varia desde uma simples síndrome gripal até à pneumonia grave com desfecho fatal, em particular nos doentes com patologias crónicas respiratórias, cardíacas ou idade avançada.

Quais os sinais e sintomas?

As pessoas infetadas podem apresentar sinais e sintomas de infeção respiratória aguda como febre, tosse e dificuldade em respirar.
Em casos mais graves pode levar a pneumonia grave com insuficiência respiratória aguda, falência renal e de outros órgãos e eventual morte.

Para se proteger, é imperioso que sejam tomadas medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença:

• Cobrir a boca e o nariz ao espirrar ou tossir, com o braço ou antebraço, na ausência de um lenço;
• Usar um lenço de uso único para conter as secreções respiratórias e colocá-lo de seguida no lixo;
• Lavar as mãos com água e sabão, principalmente após o contacto com as secreções respiratórias e / ou gotículas;
• Após contacto das mãos com secreções ou gotículas deve evitar tocar nas superfícies de toque frequente, por exemplo portas, puxadores das portas, mesas, balcões, corrimãos antes de lavar as mãos;
• Evitar tocar nos olhos, nariz e boca;
• Evitar contacto próximo (inferior a 2 metros) com pessoas que estão doentes;

Se viajou para os locais afetados ou esteve em contato com algum portador da doença e apresenta queixas respiratórias/febre NÃO deve dirigir-se ao hospital ou ao centro de saúde. Deve contactar o SNS 24 que, caso necessário, enviará uma ambulância para o transportar a um hospital de referência para o tratamento desta doença.

Obrigatório usar máscara em espaços públicos fechados

Com a entrada em vigor do estado de calamidade, a utilização de máscara tornou-se obrigatória nos transportes públicos e em espaço públicos fechados, como os supermercados, cabeleireiros e outros espaços comerciais e de atendimento ao público.

Existem três tipos de máscaras – respiradores, máscaras cirúrgicas e não cirúrgicas/comunitárias -, sendo estas últimas destinadas à população em geral, pelo que podem ser feitas com diferentes materiais, nomeadamente algodão ou têxtil. “Não se destinam em caso nenhum a ser utilizados por profissionais de saúde ou por pessoas doentes”, conforme advertiu a ministra Saúde. Leia aqui mais informação sobre as máscaras a utilizar.

As máscaras sociais podem ser feitas em casa, mas há já várias empresas nacionais a fabricar estas peças, que devem ser devidamente certificadas.

 

Mais informação relacionada com o tema:

A Covid -19 e a gravidez

COVID-19: Gerir o isolamento com crianças

Depressão: Como a combater em situação de isolamento

Urgências: Como obter informações

Resultados dos testes Covid 19

Ansiedade em tempos de isolamento

Mensagem do Presidente do Conselho de Administração à Comunidade

COVID-19:conheça as alterações na Consulta Externa

#EstamosON – Novo site com informações sobre o Covid-19

Serviços administrativos e de apoio com atendimento presencial suspenso

Dispensa de medicamentos em ambulatório

Isolamento: Mantenha o bem estar físico e psicológico

COVID-19: CHTS com novas medidas de contingência

Recomendações de Atividade Física em situação de Isolamento Social

Disponível novo site sobre COVID19

Medidas simples salvam vidas: Etiqueta Respiratória

COVID-19: CHTS com visitas suspensas nos hospitais de Amarante e Penafiel

Linha SNS 24
Partilhar:
Area Cidadão
Phasellus efficitur. vulputate, dolor. eleifend porta. dolor Aliquam Lorem ut Donec